terça-feira, 1 de novembro de 2011

Charles Darwin não era ateu e não era contra o Criacionismo




Postado por: @RaphaelBH_

Este texto de Olavo de Carvalho (Critica a beatificação de Charles Darwin por parte do novo clero cientifico) é interessante porque, em primeiro lugar, desmistifica a ideia de que Darwin foi original na sua teoria, e em segundo lugar porque revela o facto ― que hoje é meticulosamente ocultado ― de que Darwin admitia o criacionismo como causa prima e em conjugação com o evolucionismo. Darwin distinguia claramente a “criação” da “evolução”.

Por outro lado, é preciso referir que Darwin não se assumia como ateu; ele escreveu uma carta a um amigo em 1879 (ver o livro “A Vida e a Correspondência de Charles Darwin”, 1887, publicado do seu filho Francis Darwin):


«Sejam quais forem as minhas convicções sobre este tema [religião], elas só pode ter importância para mim próprio. Mas, já que mo perguntas, posso assegurar-te que o meu juízo sofre, amiúde, flutuações…Nas minhas maiores oscilações, nunca cheguei ao ateísmo no verdadeiro sentido da palavra, isto é, nunca cheguei a negar a existência de Deus.»

Portanto, quem diz que Darwin era ateu, mente. Quem diz que Darwin baseou a evolução das espécies numa causa prima não-criacionista, mente.

O evolucionismo de Darwin circunscrevia-se à Biologia que tenta explicar a evolução dos organismos terrestres, e não à Física ― ou à Filosofia ― que tenta explicar a origem das leis do universo; Charles Darwin fez muito bem essa distinção entre Biologia e Física, coisa que os biólogos actuais, regra geral, não fazem quando transformam o evolucionismo numa doutrina universal ― o evolucionismo é uma generalização da doutrina biológica da transformação da espécie.

Como escreve Olavo de Carvalho, Charles Darwin não foi sequer original na sua teoria: para além do tio de Darwin, o naturalista Erasmus Darwin (referido no texto como sendo “avô”), podemos contar também os nomes de Buffon (1707-1788), o próprio Kant que constatou na sua “Crítica do Juízo” a probabilidade da evolução contínua da nebulosa primitiva até ao Homem, e essencialmente Lamarck (1744 – 1829), para além de Charles Lyell (1797-1875).
Portanto: 1) Darwin foi tudo menos original. 2) Darwin não era ateu, não foi contra o criacionismo, nem era anti-religião.

Nota: quando se fala aqui em “criacionismo”, não me refiro ao criacionismo bíblico entendido de uma forma literal porque sabemos de que se trata de um conjunto de metáforas, mas antes ao chamado “Desenho Inteligente” defendido por muitos cientistas, entre eles o bioquímico e professor universitário, Michael Behe.

Fonte: espectivas.wordpress.com

5 comentários em “Charles Darwin não era ateu e não era contra o Criacionismo”

  • 8 de abril de 2013 12:43

    Eu particularmente acho um absurdo pensar que sejamos influenciados por apenas uma única fonte inspiradora. As idéias flutuam como se moléculas fossem e usando o exemplo de Darwin, idéias evoluem; uma idéia criada será modificada, transformada em um processo evolutivo.

    Darwin é um grande exemplo disto, de formação católica, porém de origem liberal, Darwin em suas viagens mudou suas concepções filosóficas várias vezes e isso é perfeitamente natural é a busca constante das respostas, alías, Darwin passou a vida em busca das várias respostas.

    Darwin se descrevia como sendo agnóstico e de certa forma isso é razoável, afinal deísmo, agnosticismo e panteísmo são filosofias muito paralelas, Darwin estudou teologia Anglicana no qual lhe dava o entendimento da “Natureza Perfeita”, porém Darwin mudou seu conceito ao questionar-se sobre formas parasitárias, mas eu pergunto; não seria um parasita parte dessa natureza perfeita?

    Discutir evolução na época de Darwin deveria e era algo muito radical, muitas das escritas e pensamentos de Darwin eram convenientes a sua época, afinal a comunidade cientifica baseava-se e muito nas escritas religiosas, principalmente católicas, Darwin era muito criticado e até ridicularizado.

    delete
  • 21 de maio de 2013 15:04

    Mas também, quem é Olavo de Carvalho? Se Darwin não foi original, Olavo de Carvalho foi(e é)muito menos em sua medíocre carreira, acarretada de racismo e intransigência ética.

    delete
  • 13 de novembro de 2013 15:45

    TEM DUA COISAS QUE EU ACHO IRRACIONAL:

    1º = A RELIGIÃO: Esta só serve para aterrorizar e escravisar as pessoas, a idéia de que Deus cria seres humanos pra depois passar a eternidade fazendo-os urrar de dor é Ridícula.

    2º = O ATEÍSMO: Esta não tem qualquer respaldo, afirmar que todo o universo é obra do acaso é o mesmo que zombar do raciocínio humano, a perfeição de tudo que existe JAMAIS poderia ter surgido do nada.

    delete
  • Este comentário foi removido pelo autor.
    22 de maio de 2016 00:43
    Isumaili FKS Disse:

    Este comentário foi removido pelo autor.

    delete
  • 22 de maio de 2016 00:45
    Isumaili FKS Disse:

    “Lamento ter de informá-lo que não acredito na Bíblia como revelação divina e, portanto, tampouco em Jesus Cristo como o filho de Deus. Atenciosamente. Charles Darwin.”

    Link da carta... http://www.universoracionalista.org/wp-content/uploads/2015/09/Manuscrito-de-Charles-Darwin.jpg

    delete

Postar um comentário

 

[U.B.D] União Brasileira dos Deístas Copyright © 2011 -- Template created by O Pregador -- Powered by Blogger